PE SUB-20

Pos PE2015 PT JG VT EM DE GP GC SG
1 CENTRAL 23 12 7 2 3 19 11 8
2 VERA CRUZ 19 12 5 4 3 10 7 3
3 SERRA TALHADA 17 12 4 5 3 14 12 2
4 ATLÉTICO 16 12 4 4 4 17 16 1
5 PORTO 16 12 4 4 4 20 21 -1
6 PESQUEIRA 16 13 4 4 5 16 17 -1
7 YPIRANGA 12 12 3 3 6 9 12 -3
8 AMÉRICA 12 13 2 6 5 8 17 -9

Seguidores

sábado, 24 de janeiro de 2015

PORTO ENCARA O ATLÉTICO NESTE DOMINGO

Em Caruaru, o Porto joga suas últimas fichas em busca por uma vaga segunda fase no confronto contra o Atlético no Estádio Antônio Inácio de Souza, às 15h. O Gavião precisa vencer o duelo deste domingo e torcer por uma vitória do Serra Talhada sobre o Vera Cruz, para entrar em campo na próxima quarta precisando de uma vitória simples fora de casa contra próprio Serra Talhada.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

RODADA NÃO AJUDA E PRATICAMENTE TIRA O PORTO DA BRIGA PELO G-2

Os resultados do complemento da 12ª rodada do Campeonato Pernambucano não foram bons para o Gavião, que caiu para a sexta posição com 16 pontos. Embora as chances matemáticas existam, é pouco provável que a classificação aconteça. Para isso o Porto terá de vencer os dois jogos restantes por boa margem de gols e torcer para o Vera Cruz não fazer mais que três pontos.


Se a combinação de resultados não é algo de outro mundo, o difícil é acreditar que o time irá vencer os dois próximos confrontos: contra o Atlético em casa e contra o Serra Talhada fora. Com a pior defesa da competição, que sofreu 21 gols, e um goleiro pouco confiável, o destino do Porto deve ser a Hexagonal do Rebaixamento, algo que preocupa já que os adversários estão se reforçando para fugir da degola.

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

EM TARDE DE DUNGA: PORTO PERDE PARA O PESQUEIRA E SE COMPLICA NA CLASSIFICAÇÃO


O Porto foi derrotado por 5 a 4 para o Pesqueira na tarde desta quarta-feira no Estádio Antônio Inácio de Souza. O jogo foi válido pela 12ª rodada do Campeonato Pernambucano 2015. Destaque para o meia Dunga, que marcou três vezes para os visitantes, sendo aplaudido de pé pela torcida após sua grande atuação.

Precisando da vitória da entrar de vez na briga por uma vaga no Hexagonal do Título, não foi preciso mais que dois minutos para o Porto ficar atrás do placar. Dunga recebeu no meio e encontrou Romário dentro da área, o atacante do Pesqueira encontrou Rudison mal posicionado e mandou por cobertura. Gol do Pesqueira em mais uma falha do goleiro do Porto na competição.

O Porto tentou reagir. Jorge cobrou falta rasteiro, Delone deu rebote e Eriveltro na pequena área conseguiu perder um gol incrível. O Pesqueira teve uma boa chance de ampliar aos 21, Vander ficou na cara de Rudison, mas acabou chutando em cima do goleiro do Gavião.

O Pesqueira se mantinha em seu campo defensivo, dificultando ao máximo as investidas do ataque do Porto. Até que aos 33, Luquinha foi derrubado dentro da área por dois defensores do Pesqueira. Pênalti que Kiros cobrou e converteu.

Dez minutos depois, veio a virada. Marlon fez boa jogada na linha de fundo e cruzou rasteiro para Lucas, emendar de primeira e fazer um bonito gol. 2 a 1 Porto.

Em vantagem no marcador o Porto voltou sonolento para o segundo tempo e em menos de 20 segundos levou um gol. Dunga recebeu na entrada da área e acertou um belo chute, tudo igual no placar.

O Gavião sentiu o gol, sem conseguir articular jogadas ofensivas, Serjão sacou Luquinha e Marlon para as entradas de Jeremias e Jefinho. Mas a única ação que Jeremias conseguiu realizar na partida foi cometer um pênalti infantil em cima de Dunga aos 30 minutos. Helton Luiz cobrou e revirou o jogo para o Pesqueira. Dois minutos depois, Erikys escorou uma falta da esquerda e deixou tudo igual novamente. 3 a 3.

Mas a tarde era de Dunga, o meia aproveitou o vacilo de marcação de Jorge e da entrada da área mandou a bomba, Rudison dessa vez nada pôde fazer.


O gol de Kiros aos 43 poderia deretar o empate e pelo menos mais um ponto na conta do Porto, mas Dunga estava iluminado. Aos 49, Baiano fez boa jogada pela direita e cruzou para Edson, Rudison fez a defesa parcial, mas a bola voltou para Dunga, livre de marcação dentro da área fazer o quinto gol do Pesqueira. Placar final: 5 a 4.

PE 2015: QUATRO JOGOS PELA 12ª RODADA

Central e Porto entram em campo nesta quarta-feira pela 12ª rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. O Central, líder da competição com 23 pontos, pode levantar o título ainda nesta rodada. Para isso, basta vencer o Atlético no Estádio Paulo Petribu, em Carpina.

Mais cedo, o Porto entra em campo para enfrentar o Pesqueira no Antônio Inácio de Souza às 15h. O Gavião é um dos times que ainda têm chances matemáticas de tirar o titulo do Central, juntamente com o Vera Cruz. Mas as chances são remotas, teria de vencer os três jogos e torcer para o Central não somar mais que um ponto em seus três jogos restantes. A briga do Porto deve ser mesmo pelo segundo lugar, que dá direito a uma vaga na no Brasileiro da Série D e um lugar no segundo turno do turno do Estadual.

Para isso é necessário vencer o confronto desta quarta-feira e obter um resultado positivo no próximo domingo, também em casa contra o Atlético.


Outros dois jogos completam a rodada. Em Santa Cruz do Capibaribe, o Vera Cruz tenta reabilitação diante do Ypiranga, que ainda tem chances. O Vera Cruz é o segundo com 16 pontos e o Ypiranga está em sexto com 12. Em Serra Talhada, os donos da casa enfrentam o América no Estádio Nildo Pereira.

domingo, 18 de janeiro de 2015

PORTO VENCE O VERA CRUZ E VOLTA A SONHAR COM UMA VAGA NA SEGUNDA FASE



O Porto venceu o Vera Cruz por 2 a 1 na tarde deste domingo e voltou a respirar em busca de uma vaga na segunda fase do Campeonato Pernambucano. O resultado deixou o Gavião dividindo a segunda posição da competição com o próprio Vera Cruz, ambos com 16 pontos.

Mesmo fora de casa, o Porto começou melhor a partida. O técnico serjão surpreendeu e escalou Caio e Marlon como titulares nas vagas de Vagner Rosa e Jefinho. O primeiro lance de perigo do Porto surgiu com Alisson escorando uma cobrança de escanteio, Andrei segurou firme. Em seguida, Erikys surgiu cabeceando um cruzamento da esquerda por cima do gol.

Aos 39, Jorge cobrou falta da direita, abola passou por todo mundo, até pelo goleiro Andrei, indo morrer no fundo da rede. 1 a 0 Porto.

No segundo tempo, o Gavião conseguiu ampliar em nova cobrança de falta. Marlon cobrou rasteiro, a defesa pulou e a bola passou por baixo da barreira, passando por Andrei. 2 a 0 Porto.

O Vera Cruz resolveu sair para o ataque, explorando a boas jogadas de seu trio ofensivo formado por Cesinha, Rafinha e Bala. A tática surtiu efeito com um gol de Vanderson aos 34 minutos em cobrança de falta. Mas a reação parou por aí, Bala foi expulso no minuto seguinte, deixando o Vera Cruz com um homem a menos.


O Porto volta a campo na próxima quarta-feira quando enfrentará o Pesqueira no Estádio Antônio Inácio de Souza. O Vera Cruz encara o Ypiranga fora de casa.

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

SEM KIROS, PORTO ENCARA O VERA CRUZ EM PARTIDA DECISIVA

Responsável por metade dos gols do Porto na temporada, o atacante Kiros irá desfalcar o Gavião justamente num jogo decisivo. O atacante levou o terceiro cartão amarelo contra o Central e cumpre suspensão automática na partida contra o Vera Cruz, no Carneirão, no próximo domingo.

Para o lugar do artilheiro, o técnico Serjão deve apostar em Erikys. O atacante estreou nos profissionais do Porto na Série D do Brasileiro do ano passado e vem sendo opção durante as partidas do Estadual deste ano. Mesmo assim marcou apenas um gol como profissional: contra o Central na quinta rodada.

O elenco jovem deve ser o principal fator que vem atrapalhando a vida de Serjão. Se por um lado tem a experiência de Kiros que já marcou 37 gols com a camisa do Gavião, sete do PE2015, o abismo para o restante do elenco é imenso. No atual elenco Vagner Rosa é o segundo em gols marcados pelo o Porto (seis gols) enquanto Jefinho vem terceiro com três, seguido por Jackson, Luquinha, Evandro e Fabrício, com dois gols.

O Porto vem encarando este confronto como decisivo, uma derrota neste domingo pode significar um adeus para a disputa do Hexagonal do Título e por tabela uma classificação para a série D do Brasileiro, já que o vera Cruz abriria seis pontos de distancia, restando apenas três rodadas para a fase final de classificação.


O Porto deve entrar em campo neste domingo com: Rudison, Téo, Alisson, Eriveltro e Jorge. Mardley, Vagner Rosa, Luquinha e Jackson. Jefinho e Erikys.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

MELHORES MOMENTOS: PORTO 1X3 CENTRAL

CASA NOVA, VELHA ROTINA

Nem o fato de jogar em sua nova casa ajudou o Porto na tarde desta quarta-feira em Caruaru. No primeiro clássico entre Porto e Central no retorno do Antônio Inácio, melhor para a Patativa, que venceu o Gavião de virada: 3 a 1. O jogo foi válido pela decima rodada do Campeonato Pernambucano.
Em seus domínios, o Porto começou mandando na partida, tocando bem a bola e envolvendo o adversário, chegou ao primeiro gol logo aos 13 minutos. Jorge encontrou Jefinho livre dentro da área. O atacante dominou e tocou na saída do goleiro, porém, antes da bola entrar, surgiu Kiros, empurrando para o fundo da rede a abrindo o placar para o Gavião.
O gol fez o Porto recuar. O Central, comandado por Luiz Fernando tentava procura espaços no meio da defesa do Gavião, aproveitando a boa movimentação de Juninho Silva e William.

Aos 16, Jailton cobrou falta, Rudison quase se atrapalha, mas acabou defendendo em dois tempos.
O Porto chegava apenas em bola paradas. Aos 22, Kiros cobrou falta, Beto soltou e no rebote Jefinho perdeu grande chance chutando em cima do próprio goleiro alvinegro.

Mais uma bola parada para o Porto, mais uma vez Kiros, dessa vez aos 35 minutos. O atacante cobrou falta com perigo, a esquerda de Beto.

De tanto assistir, o Central respondeu na mesma moeda, com mais competência. Jailton cobrou falta da direita, Rudison falhou feio, aceitando uma bola fácil. Estava empatada a partida.
Se com a vantagem o Porto não se acertava em campo, o empate deixou o time ainda mais nervoso. O time acabou sendo engolido pelo adversário no segundo tempo. Foi preciso apenas quatro minutos para a Patativa virar o jogo. William tabelou com Píteo e da entrada da área chutou rasteiro, Rudison pulou, mas não alcançou nada. Estava decretada a virada do Central: 2 a 1.

Sem ter o que fazer com o banco limitado, Serjão tirou Luquinha para a entrada de Joelton, que nem viu a cor da bola. Não fosse algumas investidas de Kiros, numa bola parada e em outra bola aérea, Beto teria passado em branco na etapa complementar.

Aos 22 veio o golpe de misericórdia. Juninho Silva recebeu na entrada da área e chutou no ângulo de Rudison. 3 a 1 Central.

O Central passou a administrar a partida, o Porto tentava envolver o adversário, mas faltava espirito ao time, que acabou sendo mentalmente destruído pelo terceiro gol.


Com o resultado, o Central se isola ainda mais na liderança da competição com 20 pontos, muito próximo de uma vaga no Hexagonal Final. O Porto estaciona nos 13 pontos, e pode ficar mais distante de uma vaga no G-2, dependendo do resultado da rodada.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

PORTO E CENTRAL EM MAIS UM CLÁSSICO DA CIDADE

Porto e Central reeditam pela segunda vez no Campeonato Pernambucano 2015 o clássico caruaruense. O confronto desta quarta-feira, válido pela décima rodada da competição, será disputado no Estádio Antônio Inácio de Souza, às 15h.

O Central lidera o Estadual com 17 pontos, quatro a mais que o rival, que está em terceiro com 13 pontos. Mais uma vez, o técnico Laelson Lima não poderá promover as estreias de Jaílson e João Neto, que não foram regularizados, mas em compensação terá o retorno de Roberto Píteo, que estava machucado. Ele deverá formar dupla de ataque com William, que continua no time titular na vaga de Candinho, também no departamento médico.

Com a suspensão de André Lima, expulso contra o Vera Cruz, Laelson deve voltar ao velho 4-4-2, aproveitando o retorno de Juninho Silva. Na lateral direita, Fabinho joga no lugar de Ferreira, também machucado.

Com isso, o Central deve jogar com: Beto, Fabinho, Sinval, Everton e Jailton. Fernando Pires, Diego Teles, Juninho Silva e Luiz Fernando. William e Roberto Píteo.

O Porto, o técnico serjão deve repetir quase toda a equipe que enfrentou o América no último domingo, com exceção de Clebson, que saiu machucado e dá a vaga Téo, que retorna após participar da Copa São Paulo. Jackson segue improvisado no meio, com Jorge mais uma vez sendo escalado na lateral esquerda.


Provável time do Porto: Rudison, Téo, Eriveltro, Fabrício e Jorge. Mardley, Vagner Rosa, Jackson e Luquinha. Jefinho e Kiros.